Sinecom-JP

Participação da Contracs em seminário sobre comércio internacional e tratados econômicos possibilita discussão social

Data publicação: 17/04/2016    Autor: Marcell    Categoria: NewsPaper

Secretário de Relações Internacionais pretende debater o assunto com as entidades filiadas à Confederação

Escrito por: Lauany Rosa/ Contracs

A Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio e Serviços da CUT (Contracs/CUT) participou essa semana do seminário sobre Comércio Internacional e Tratados Econômicos de Nova Geração. Organizado pela Fundação Perseu Abramo, pelo Partido dos Trabalhadores (PT) e pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), o evento teve como objetivo discutir os principais tratados entre países e como estas relações afetam internamente cada um dos participantes.

O seminário ocorreu em São Paulo e contou com a participação do Secretário de Relações Internacionais da Contracs, Eliezer Pedrosa Gomes que representou a entidade. Durante os dois dias do evento (11 e 12 de abril) foram realizadas mesas que discutiram o balanço das negociações comerciais mais recentes e seus impactos para a região, o impacto dos tratados econômicos de nova geração impulsionados pelos EUA, o impacto do Tratado Internacional de Serviços (TISA) e o Acordo Integral de Economia e Comércio/CETA.

Também foram debatidas estratégias de enfrentamento e como os trabalhadores e demais setores sociais podem intervir diante desse quadro de tratados que têm como pano de fundo interesses das corporações empresariais multinacionais, a ofensiva do capital e afetam diretamente o desenvolvimento do conjunto de países da região envolvida.

Para o secretário Eliezer Gomes, o seminário chegou em um momento oportuno em virtude do crescimento das discussões internacionais sobre os tratados e alianças. “Esses tratados são projetos neoliberais que ameaçam a soberania das nações e afetam o diretamente os direitos dos trabalhadores no mundo inteiro”.

 Segundo ele, a participação da Contracs no evento foi importante, uma vez que esses acordos costumam ser conduzidos de forma secreta e sem discussão social. “Por meio do conhecimento e informações adquiridos poderemos ampliar os debates sobre os tratados internacionais e incentivar as entidades a não aderirem esses acordos nefastos a vida dos trabalhadores”. 

Tags: CONTRACS, SEMINÁRIO, RELAÇÕES INTERNACIONAIS